O que não fazer em Londres?

O que não fazer em Londres? Andar de metrô. Mentira. Tem que andar sim, porque a cidade é gigante de metrô é fácil e rápido chegar nos lugares – e não precisa falar com o motorista do ônibus. A passagem é um absurdo de cara! Cidade de ryco que paga mais de £7 por um day pass. Porém, o oyster card existe.

Esse é um cartão pré-pago integilente que faz de alguma forma mágica você economizar nas passagens, sem contar que você pode devolver o cartão quando não quiser mais, e pegar seu rico dinheirinho de volta (o que restou no cartão, mais os £5 de deposito, que seria o “preço do cartão”). Juntando o oyster com o Railcard o day pass sai bem mais barato. O detalhe é que o Railcard é para pessoas entre 16 e 25 anos, famílias, idosos, deficiente ou membros do “regular force” (que eu nem sei o que é). O da categoria 16-25 custa £28 por ano, o que parece muito caro, porém vale a pena, já que o que você economiza no fim das contas é mais do que o preço do cartão. O ideial mesmo é juntar todos cartões de desconto possíveis e imagináveis e tentar usá-los de uma só vez, para que fiquem te devendo, ao invés de você ter que pagar pela passagem.

Sim, cartões de desconto. Estudante tem desconto em um monte de loja de roupa, só mostrando a carteirinha. Pode pegar comida extra no McDonalds, porque eles nunca vão simplesmente fazer você pagar menos, eles sempre irão fazer você comer mais! Além da carteira de estudante, ainda tem o NUS extra card, que dá desconto em outro monte de loja. Todos amam 10% a menos, não é mesmo?

Mas o que não fazer em Londres? Seguir a seta da escada, ao invés da do elevador, no metrô. Caso você, bravamente, escolha a escada – especialmente em direção a saída, porque pra descer todo santo ajuda – vai entender porque eles chamam aquilo de underground! É uma subida em espiral, sem fim. A palavra underground é mesmo levada a sério, e depois de três ataques cardíacos durante a subida, você descobre que subiu o equivalente a quinze andares. Na estação que eu estava não tinha placa avisando para não usar a escada – às vezes tem escrito para usar as escadas só como saída de emergência, por que será? – e pensei “putz, elevador não, escada é muito melhor!”. Só que não, né?!

IMG_0105